CAreca

É muito difícil acreditar que estamos perdendo cabelos. Quase todos os pacientes que vejo sofrendo deste problema me lembram disto. Mas posso dizer que alguns me fazem refletir mais sobre esta dificuldade, principalmente porque perdem tempo para procurar a ajuda certa. 

Cuidar dos cabelos é algo inato para mulheres e homens. Alguns são mais cuidadosos, outros mais relapsos, mas em geral todos nós cuidamos de nossos cabelos de alguma forma. Lavar, secar, pentear, são rituais que nos fazem acreditar que cuidar dos cabelos é uma situação tão bem incorporada aos nossos hábitos que quase não percebemos o quanto de tempo nos consome repetí-los. 

E é na execução destes hábitos que começamos a perceber que nossos cabelos já não são os mesmos. O ralo entope, a escova ou o pente ficam cheios de fios, e secar com uma toalha passa a ser um dilema, já que o atrito da mesma com a cabeça e o couro cabeludo pode promover uma queda importante. 

Quando situações como estas começam a chamar a atenção, olhar no espelho passa a ser um momento de tortura. Tudo por causa da visão do couro cabeludo em exposição onde sempre houve uma vasta cabeleira. 

Com a perda de cabelos, dúvidas começam a surgir e tentar imaginar a causa é uma situação frequente. Será a genética? Será minha alimentação? Ouvi falar que estresse causa queda. Não seria a tintura ou a escova progressiva? E o remédio que comecei a tomar, não seria ele? Dizem que mulheres após o parto costumam ter queda de cabelo, não seria o meu caso?
Muitos correm para farmácias ou supermercados em busca dos “milagrosos xampus antiqueda”, outros perguntam para parentes e amigos o que fazer, que produto usar. Há ainda aqueles que fazem uma busca desesperada na internet por fórmulas que os ajudem. Em geral, a grande maioria acaba jogando dinheiro fora. 

Perder os cabelos é um problema que ultrapassa as questões estéticas. Gera angústias, tristezas, depressões. Perder algo que sempre cultivamos com tanto carinho pode ser realmente desesperador. Por isto, acredito que perder os cabelos é um problema de saúde física e psíquica. Uma situação sempre muito difícil. E para complicar, quem sofre do problema geralmente não consegue ter controle sobre ele. A queda capilar aparece quando quer, cede quando quer, piora quando quer e, em alguns casos, como num passe de mágica, pode desaparecer. 

Perder cabelos é difícil, mas há tratamentos. E estes, para serem instituidos, devem começar com um bom estudo diagnóstico. Para facilitar a vida de quem perde cabelos costumo dizer que um bom e rápido diagnóstico pode ser a chave para uma possível recuperação total dos mesmos. Isto porque, quanto antes se começa um tratamento certeiro, mais rápido ele começa a fazer efeito. 

O que não se deve fazer é perder tempo. Está estranho? É uma queda diferente da que você estava acostumado e considerava normal? A dica é correr atrás. Não perder tempo, pois a cada dia de tempo perdido mais cabelo cai e a recuperação fica mais difícil. 

Dr. Ademir Júnior – Medicina Capilar (Tricologia) / Dermatologia/ www.ademirjr.com.br
Tel (11) ) 3864-3967