Foto

Não basta resolver cortar as madeixas “para estar moda”. Antes de enfrentar qualquer mudança, é importante considerar características físicas, como o formato do rosto e o tom da pele, além da personalidade. Unindo cor e corte é possível alcançar uma equação de sucesso, pois muitos cortes têm maior notoriedade e são mais destacáveis quando são compostos por cores ou estilos de coloração.

A especialista Cristiane Camilo explica como faz para usar essa combinação de sucesso. Depois de um corte, a cor é como “vestir a roupa”. Elas valorizam e dão movimento, seguindo a projeção do do que foi feito, fazendo uso de alguns ângulos e sombreamentos que marcam as mechas e dando leveza e profundidade, quando necessário.

As tendências de cortes hoje apontam para os  de comprimento médios e desfiados, com franjas longas. Para os fios curtos, Chanel com a nuca curta e frente mais longa é um hit.Para mulheres que não abrem mão de cabelos longos, o ideal é valorizá-los com um desfiado no comprimento, trabalhando a cor com mechas “ombre hair” ou “californianas” que valoriza e marca o desfiado eliminando a aparência de “cabelo pesado”.

Para o afro, Cristiane indica que o repicado irregular pode valorizar a forma e o volume. Quanto à cor, os tons marrons frios com mechas levemente clareadas nas pontas podem valorizar e dar mais luminosidade. Vale lembrar que cabelos afros são mais frágeis e exigem mais hidratação e zelo na hora de “brincar” com as químicas.

Mais informações:
P&P Cabeleireiros e Estética
(11) 3868-3317
www.pepcabeleireiros.com.br