Corte ideal para cada idade

A cor e o corte de cabelo sempre precisam ser harmoniosos com a idade, com a vida que apessoa leva e a personalidade. Atribuir padrão único restringe os meios e pode tornar sua cliente "escrava" da beleza. De acordo com Ronnie Olivier, hairstylist do Studio Gladys Acosta, o corte ideal para cada idade depende de fatores como o tom da pele, as simetrias e assimetrias da face, o tipo de cabelo e a cor . “Geralmente, até os 30 anos os cabelos longos são bem vistos. Dos 30 aos 45 anos, predominam os comprimentos médios e curtos. E depois dessa idade, médios, curtos e curtíssimos reinam”, afirma o stylist.

Estipulados de acordo com a idade, esses comprimentos de cabelos são tendências de mercado, mas o profissional não pode se esquecer que, hoje, uma mulher de 50 anos pode ser muito jovem e moderna, e com isso conceitos podem mudar.

Penteados mais recomendados

Na hora de pentear sua cliente, fique atento ao estilo pessoal e à roupa que será usada junto com o styling. Antes de iniciar o trabalho, lembre-se que o que vale é a personalização da imagem, feita de acordo com o bom senso e com algumas dicas que servem como ponto de partida para sua consultoria. Confira:

Penteados para jovens podem ser soltos, meio presos e presos. Eles devem expressar modernismo e criatividade, e por isso não precisam ser muito certinhos ou completamente limpos.Movimento e naturalidade são excelentes características.

Penteado para adultas podem ser variados: meio-presos ou presos, mas sempre com charme. Boas opções são a franja trabalhada, o topete moderno ou o penteado de aspecto seco e molhado.

Para as mulheres de mais idade são recomendados penteados mais elaborados e discretos, bem trabalhados em moldes. Nesse caso, atenção à nuca e às orelhas.

Cuidados capilares

Ronnie lista os principais cuidados para manter os fios bonitos por toda vida

  • Não fuja das hidratações quinzenais nos cabelos
  • Evite o acúmulo de resídos de produtos nos fios
  • Complemente as hidratações com ampolas