Os cabelos são eternas preocupações femininas. Pensando nas mulheres antenadas e que não abrem mão de uma aparência bem cuidada, o hairstylist do Studio W, Sergio G., adianta as tendências para o verão 2010.

Para a estação mais quente do ano, nada melhor que um corte chique, fácil de cuidar e que deixará as madeixas com um aspecto saudável. Ele aposta no comprimento médio, uma espécie de chanel crescido, na altura dos ombros. Para dar um toque de leveza, a dica é usar o Cabelos naturaisdesfiado com as bases mais retas. Mas para acalmar as donas de cabelões, isso não significa que o cabelo comprido está fora de moda! Tudo depende do estilo da pessoa e da personalidade. “O que está em alta é cabelo saudável. Não tem nada mais desleixado do que cabelão comprido, sem corte ou hidratação”, explica Sergio G., que atende suas clientes no Studio W Iguatemi.

Como a palavra de ordem é leveza, nada melhor que um cabelo de aparência natural. As chapinhas estarão em baixa nesta estação. Mas cuidado, não se trata do natural de quem acaba de sair do banho ou da piscina, mas sim uma escova ondulada, seguida de uma mousse ou um finalizador para dar um ar de cabelos bem cuidados. O visual chique de um verão a bordo de um iate ou um resort de luxo.

Depois disso, é importante dar atenção à cor das madeixas. Tons de marrons, raízes escuras e pontas claras já eram. O efeito californiano também é um modismo que passou. No verão, a aposta do hairstylist é o loiro, em todas aLoiras suas variações, especialmente os tons de bege. O platinado também é moderno, porém estraga o cabelo e só fica bom para as branquinhas fashion, como a top Raquel Zimmermann. Já as morenas que não querem mudar, a dica é iluminar um pouco o tom para dar um ar de verão.

As principais técnicas para colorir os cabelos nesta estação são a crepagem e a esponja. A primeira consiste em eriçar os cabelos, clareando de forma displicente. Já a esponja proporciona uma distribuição leve sobre os fios para quem deseja somente iluminar os cabelos. “Essas técnicas são ideais para o verão, porque os tons não ficam marcados, fica um clareamento como um todo, muito sutil, sem ficar com cara de mecha ou efeito zebrado”, explica Sergio G.