Após tratamento é preciso evitar o sol
Após tratamento é preciso evitar o sol

Aproveitar a estação mais fria do ano para realizar sessões de depilação a laser é a saída perfeita para quem quer desfilar com um belo biquíni no verão. A empresa Laser One, parceira de diversas clínicas e médicos dermatologistas para o tratamento de depilação a laser, afirma que a procura cresce 60% neste período.

Segundo a dermatologista Márcia Orso, o tratamento cresce neste período, pois as pessoas que desejam se submeter ao método de depilação a laser precisam evitar o sol por aproximadamente duas semanas do tratamento e até seis meses depois do procedimento, tornando o inverno à época ideal para a aplicação. O laser produz um feixe de luz de alta energia, e esta luz emitida é absorvida pelo pigmento localizado na raiz do pêlo, neutralizando a raiz e impedindo o pêlo de crescer.

A técnica da depilação a laser recentemente foi liberada para todos os tipos de pele. Antes as peles do tipo morenas e bronzeadas não podiam fazer o tratamento a laser, porque os métodos anteriores não distinguiam a melanina da pele e a do pêlo, trazendo riscos de queimaduras ou possíveis manchas. “A tecnologia aplicada pela empresa Laser One proporciona que peles sensibilizadas pelo bronzeado possam fazer a depilação a laser”, explica Fábio Saliba, diretor da empresa.