Cabelo e gravidezÉ muito comum ao engravidar a mulher pensar que dará adeus as belas madeixas, o que, de acordo com o médico Valcinir Bedin, não é uma regra.

Portal: A gravidez é de alguma forma prejudicial aos cabelos? Tem algum fundamento pensar assim?
Dr. Bedin: Não tem nenhum fundamento. A gravidez é um período muito bom para os cabelos uma vez que os hormônios femininos (os progestágenos) estão aumentados em relação ao hormônios masculinos (andrógenos) que são os responsáveis pela queda de cabelos e pela oleosidade. Assim, durante a gestação, espera-se que a mulher tenha o seu melhor cabelo.

Portal: Esse período impõe algum tipo de alteração aos cabelos?
Dr. Bedin: Apesar de ser uma época de muito consumo, pois ela tem que suprir as necessidades do feto, mesmo assim os cabelos ficam mais presentes, pois existe um alongamento da fase de crescimento dos cabelos, diminuindo a fase de queda.

Portal: É verdade que grávida só pode usar henna natural? Tintas, descolorantes e xampus tonalizantes ficam de fora? O que uma mulher que pinta o cabelo deve fazer, deixa a raiz diferente mesmo?
Dr. Bedin: No passado as tinturas eram feitas com metais pesados, do tipo do chumbo, o que fazia com que os médicos proibissem as tinturas. Hoje isso não ocorre mais e as tinturas podem ser usadas, mas tem que haver o cuidado com os processos alérgicos uma vez que o couro cabeludo é muito vascularizado e pode responder com alergia ao contato com a tintura. Do ponto de vista médico não há problemas em se utilizar nenhuma tintura autorizada pelo ministério da saúde.

Portal: Durante a gravidez muda o ritmo de crescimento dos fios?
Dr. Bedin: O crescimento é levemente maior e a duração da fase que chamamos de anágena, que é a do crescimento fica mais alongada, dando a impressão de mais cabelo. O problema é que, após quatro meses do parto, aproximadamente, tudo volta ao normal e os cabelos que ficaram mais tempo na cabeça caem, dando uma sensação maior de queda, chamada de eflúvio telógeno pós-parto.

Portal: E a oleosidade, aumenta durante a gestação?
Dr. Bedin: O normal é diminuir. A oleosidade é muito estimulada pelos hormônios masculinos, quase ausentes durante a gravidez. Se a oleosidade aumentar é melhor falar com o médico.

Portal: Como acontece a queda de cabelo da gestante? Tem como evitá-la?
Dr. Bedin: A queda pode ocorrer por falta de nutrientes. Neste caso a correção nutricional vai fazer com que ela melhore. O ideal é manter a dieta equilibrada durante toda a gravidez, para não engordar, mas para também não deixar faltar nada que o corpo precise.

Portal: Produtos específicos para o problema podem ser usados por todas as mulheres, mesmo em período de amamentação, ou são contra-indicados? Existem ativos/componentes que são mais indicados?
Dr. Bedin: Durante a gravidez deve-se evitar produtos que tenham qualquer tipo de ácidos ou produtos que alterem a circulação sanguinea. Os componentes e ativos mais indicados são os derivados das vitaminas e sais minerais, bem como os aminoácidos.

Dr. Valcinir Bedin


Dr. Valcinir Bedin
é médico visitante da Universidade Vadois – Lausanne, Suíça, e presidente da Sociedade Brasileira para Estudos do Cabelo. Mais informações pelo telefone: (11) 3884-7969.

www.doutorbedin.com.br