Mikel Luzea no Rio de JaneiroEm visita ao Brasil, o cabeleireiro espanhol Mikel Luzea falou com exclusividade para o Grupo BSG. Confira trechos da entrevista, que sairá na edição 28 da revista Cabeleireiros.com, a partir de maio.

“A moda de cabelos nos Estados Unidos não é tão avançada, a clientela é muito conservadora, clássica. Meu estilo de trabalho é mais europeu.”

“Gosto de conhecer as tendências, porém acredito que não é porque um estilo está na moda que ele deve ser usado por todo mundo. Procuro personalizar meus trabalhos, já que a moda de cabelos não é tão definida a de figurino: ela é mais ampla.”

“Londres é a Meca do mercado de cabelos, seguida de perto pelas cidades espanholas. Tudo que ocorre de novidade neste setor sai primeiramente da Inglaterra. Assim, qualquer hairstylist que se preze deve visitar pelo menos uma vez esta cidade”

“De vez em quando, revistas especializadas em cabelos publicam o trabalho ou a trajetória de algum brasileiro, mas não tenho nenhuma referência de nome. Conhecemos com mais profundidade as tendências britânicas, francesas e italianas, que são as que mais se destacam. Nesse mercado, a Espanha está passando por um momento muito bom.”

“Receber um prêmio é a mesma coisa que um ator de Hollywood ganhar um Oscar. No próximo filme para qual ele for contratado, seu cachê vai dobrar. Todo cabeleireiro é um artista, mas também é um empresário. É um trabalho duro, de muitas horas, e os prêmios servem como motivação”

“Ser um cabeleireiro de sucesso exige muito trabalho, constância, foco e um pouco de sorte. Mas esse último fator deve ser o menor, cada um cria as circunstâncias para que a sorte ocorra.”