Como anda a saúde das unhas das suas clientes? Se você ficou em dúvida sobre o que responder, talvez esteja na hora de reparar um pouco mais nisso. As unhas das mãos e pés estão constantemente expostas a fungos que podem causar infecções como a micose de unha, comprometendo sua aparência e causando constrangimento. Entenda melhor esse problema conferindo as respostas da dermatologista Alessandra Nogueira para as dúvidas mais comuns a respeito desse assunto.

Portal Cabeleireiros.com: O que é micose de unha?

Alessandra Nogueira: A micose de unha é o nome popular da onicomicose. Trata-se de uma infecção causada por fungos que desfigura e, muitas vezes, destrói por completo a unha. Os fungos, uma vez alojados, crescem e se alimentam da queratina, a proteína que compõe a superfície das unhas, causando a mudança na aparência.

Portal: Como se contrai essa infecção?

Alessandra: A contaminação por esses fungos geralmente está relacionada a fatores externos, pois os fungos causadores do problema crescem em ambientes escuros, úmidos e fechados. Como exemplo de situações favoráveis ao aparecimento da micose de unha, pode-se citar o uso contínuo de sapatos fechados e apertados, higiene inadequada e situações que impeçam a respiração das unhas. O contato com o fungo em ambientes como vestiários, praia e piscinas também pode levar ao problema.

Portal: Além dos fatores externos, deficiências no organismo ou outras patologias podem contribuir para o surgimento da micose?

Alessandra: Sim. A micose de unha também pode afetar pacientes de doenças crônicas, como o diabetes ou o HIV, e indivíduos com problemas circulatórios que têm diminuição no fluxo de sangue nos dedos dos pés.

Portal: Como posso reconhecer uma micose de unha?

Alessandra: De maneira geral, esse tipo de micose faz com que a unha fique amarela ou marrom, grossa e de tamanho aumentado. Outro sintoma muito comum é o mau cheiro, proveniente dos resíduos acumulados debaixo da unha, especialmente nas laterais e nas dobras. A observação das unhas é importante, mas o dermatologista deve ser consultado para o correto diagnóstico.

Portal: A unha com micose pode vir a cair?

Alessandra: Sim. A micose é uma infecção que persiste por muito tempo. Quando não tratada, a unha pode esmigalhar-se gradualmente e cair ou ficar tão grossa que o dedo do pé afetado passa a provocar incômodo ou dor dentro dos sapatos.

Portal: Nos pés, quais são os dedos mais atingidos?

Alessandra: Existe uma probabilidade maior das unhas do hálux (dedo maior) e do dedo mínimo (menor) desenvolverem os fungos que causam micose. Não há comprovação científica, mas podemos associar a maior freqüência de casos nestes dedos pelo fato de estarem constantemente expostos aos traumas da fricção das laterais dos sapatos.

Portal: Pode haver transmissão de fungos entre unhas?

Alessandra: Sim. A micose de unha pode se espalhar, o que eleva a atenção que se deve ter com alicates e lixas. Nos pés, simples situações como caminhar descalço na chuva ou em vestiários podem ocasionar a contaminação e a proliferação do fungo causador da micose. Por isso, é muito comum a doença em pés de atletas.

Portal: Existe prevenção?

Alessandra: Simples cuidados podem fazer a diferença na saúde das unhas. Vale avisar a cliente para evitar andar descalça em vestiários e pisos úmidos; evitar o uso de meias de tecido sintético; trocar de meias diariamente; não dividir toalhas, luvas e calçados com outras pessoas; não permanecer muito tempo com o mesmo calçado (é indicado não usar por dois dias seguidos); colocar os calçados para arejar após o uso e manter as unhas dos pés sempre aparadas. E a manicure e pedicure sempre deve utilizar materiais esterilizados, para evitar uma possível transmissão de bactérias que causam este mal.

Portal: Ao notar os sintomas, qual profissional de saúde deve ser procurado?

Alessandra: O dermatologista é o profissional mais indicado. É ele quem irá examinar as unhas afetadas e dar o diagnóstico correto. O tratamento é longo, por isso, quanto mais cedo começar a tratar o problema, melhor.

Portal: Sendo o tratamento longo, qual a melhor opção em medicação?

Alessandra: O tratamento dura cerca de 6 a 8 meses, daí a necessidade de um produto que combine custo-benefício e comodidade de aplicação, como Loceryl esmalte (cloridrato de amorolfina), que requer apenas uma aplicação semanal. Costuma agradar ao público masculino, por ser incolor e sem brilho, e às mulheres, por permitir a aplicação de esmalte cosmético posteriormente. Um único frasco permite tratar por 6 meses até 3 unhas acometidas pela doença, tempo mais do que suficiente para se livrar da micose.