Nutricosméticos e procedimentos estéticos

Muitos vilões contribuem para o envelhecimento da pele: a poluição, a má alimentação, o tabagismo, o consumo de bebida alcoólica e a exposição à luz solar. Além disso, os radicais livres têm um papel acelerador desses fatores externos e também no processo natural, contribuindo para a perda de elasticidade e surgimento de rugas e manchas.

Os nutricosméticos são suplementos que fornecem nutrientes para a pele de dentro para fora. “Para combater o envelhecimento da pele o essencial é investir em cuidados e tratamentos com produtos tópicos e substâncias de uso oral que têm ação antioxidante”, explica a dermatologista Tatiana Gabbi, médica assistente do Departamento de Dermatologia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.

A médica indica o uso dos nutricosméticos para quem já está realizando tratamentos de beleza com produtos tópicos ou aplicação de laser. “O nutricosmético é um forte aliado porque aumenta e melhora a qualidade dos antioxidantes produzidos pelo nosso próprio organismo”.

A dermatologista explica que o nutricosmético também melhora a firmeza e a densidade da pele, além de estimular o resultado de procedimentos como o preenchimento com ácido retinoico, hialurônico e glicólico, substâncias que modulam o colágeno e a elastina, e recuperam a barreira cutânea.

Com a chegada do verão, a médica indica investir em produtos que combatam a ação dos raios UV na pele, que é um dos principais fatores externos que causa o envelhecimento da pele. “Os agentes mais utilizados são a Vitamina C e Vitamina E, conhecidos antioxidantes, além do licopeno, um incrível antioxidante que age como protetor solar interno aumentando em até 40% o FPS”, explica a dermatologista.