Visia Black

Diariamente a pele, é submetida a fatores externos que causam danos a sua aparência. Entre alguns desses vilões da cútis estão: os raios ultravioletas, o vento, a poluição, a fumaça do cigarro e as mudanças climáticas. Como resultado da exposição a esses fatores ambientais, a pele da face tende a envelhecer precocemente e começa a apresentar rugas, linhas de expressão, falta de brilho e flacidez.

Isso ocorre porque tanto a exposição solar como a poluição provocam alterações na barreira de proteção cutânea. “Essa mudança acarreta na liberação dos radicais livres, responsáveis pela degradação do colágeno e da elastina. Essas substâncias são produzidas naturalmente pelo organismo e conferem firmeza e elasticidade à pele”, informa o médico dermatologista com prática em oxidologia, Dr. Amilton Macedo .

Tecnologia a favor da beleza!

Para diagnosticar os principais problemas da pele precocemente, um aparelho que ganhou destaque nas clínicas dermatológicas é o Visia Black. “O aparelho é considerado pelos americanos como um tomógrafo da pele. Ele conta com um sistema de captação de imagem acoplado a um computador e tem por objetivo captar sinais e manchas invisíveis ao olho humano”, descreve o dermatologista.

Para realizar a análise profunda da pele, o paciente coloca o rosto dentro do aparelho. “São retiradas um conjunto de fotografias digitais com luz ultravioletas. Com as informações capturadas, o equipamento determina tudo o que pode causar danos à pele, o nível de hidratação e ver como está a dilatação dos poros, pois podem agravar no aparecimento de acne”, explica Macedo.

Como possui a capacidade de penetrar até a derme, a camada intermediária da pele, contribui para a prevenção de doenças. “O Visia Black fornece um mapa detalhado e multidimensional dos aspectos individuais de cada pele. Além disso, como armazena as fotografias retiradas, permite realizar um acompanhamento e a evolução dos procedimentos realizados na pele com maior precisão”, afirma Amilton.

O aparelho não possui contraindicação e pode ser usado em qualquer tipo de pele. “A novidade é que durante a análise o paciente pode acompanhar simultaneamente as imagens na tela do computador o que, de certa forma, acaba ajudando na conscientização do mesmo a respeito dos efeitos dos raios ultravioletas e da falta de cuidados com a pele diariamente”, finaliza Amilton Macedo.

Mais informações:

www.amiltonmacedo.com.br