Nenhuma mulher abre mão de maquiagem, por mais básica e leve que seja. No entanto, é importante observar bem a procedência dos produtos que serão usados, pois eles podem causar consequências irreversíveis se não forem bem selecionados.

destaque maquiagemDe acordo com Mirian Costa, maquiadora da marca Dailus, maquiagem de procedência duvidosa geram irritações, desconforto, alergias, descamação, blefarite (descamação palpebral), conjuntivite, e outros problemas oculares bem graves.

Como se pode observar, na vaidade do dia a dia, os olhos são os que mais sofrem, entre outros, pelo fato da pele nesta área ser mais fina e sensível. Além disso, o arsenal de produtos aplicados neles não é pequeno (rímel, sombra, lápis e delineador, para citar só alguns).

Produtos conhecidos reduzem risco de problemas

Para evitar problemas, Samar El Harati, dermatologista do Hospital São Luiz, aconselha o uso de produtos antialérgicos, hipoalérgicos ou os já utilizados anteriormente. “Quando o maquiador dá preferência por produtos com os quais está acostumado a trabalhar, o risco de alergias se manifestarem diminui”, diz. “Observar a data de validade também é vital”, acrescenta Mirian.

Samar destaca ainda a importância da hidratação da pele e do uso do filtro solar, que deve ser aplicado antes da maquiagem e reaplicado a cada três horas.

No caso de pessoas com histórico de alergias, recomenda-se procurar um dermatologista para um diagnóstico preciso e a realização do teste de contato, para constatação efetiva da substância alergênica e, desta forma, afastá-la do contato.

E confira também:

Passo a passo com trio de cores para levantar o olhar