Uma aula inteiramente dedicada aos cortes e técnicas para cabelos masculinos. Foi isso que o hairstylist espanhol Javier Mesones, do grupo Passaró Hombre, ofereceu aos alunos do curso Master Hair Designer, da BSG.U Academy de Campinas nesta semana. Esta é a primeira vez no curso que os looks masculinos foram o assunto principal de uma aula.

O hairstylist espanhol Javier Mesones com os alunos do curso Master Hair Designer, da BSG.U Academy Campinas

Nela, Mesones falou sobre a importância da formação profissional e explicou a metodologia Passaró Hombre, rede que comanda na Espanha juntamente com seu irmão Roberto Mesones. Entre os procedimentos estão o trabalho com o onipresente visagismo. “Quando um cliente vai ao nosso salão, não nos atemos aos cabelos. É essencial haver uma harmonia completa, o que engloba atenção com a barba, costeletas, demais pontos do rosto e, claro, todo o perfil dele”, salientou Javier.

Corte, cor e produto: os três alicerces do sucesso de Passaró

Também foi falado sobre o gosto que o homem moderno adquiriu pelas colorações e de como os produtos para os cabelos deles podem gerar lucros significativos ao proprietário do salão de beleza. Com base nesses três enfoques - corte, cor e produto - que o Passaró Hombre firmou-se como um mais renomados nomes da coiffure masculina da Europa e do mundo.

Para que os cortes masculinos sejam feitos com precisão, Mesones aconselhou aos presentes que não usassem os dedos para puxar os fios. “Imagine que trazendo-os ao centro, os comprimentos das mechas mudam de tamanho. Isso torna o trabalho mais suscetível a falhas. O ideal é utilizar um pente”, aconselha. E é com ele, unido à máquina, que Javier faz a grande maioria de suas criações.

Durante a aula, Javier Mesones realizou quatro cortes, todos retirados de dois livros, um de fotos e outro de técnicas, que foram oferecidos pelo profissional ao diretor-sócio da BSG.U Academy Campinas, Danuzio Gil, e que estarão disponíveis na biblioteca da unidade para consulta dos alunos.

Máquina, pente e tesouras em ação

Corte feito pelo hairstylist espanhol na BSG.U Academy Campinas Entre um e outro passo de corte, Javier explicou que, na hora de cortar os fios, a máquina não deve encostar no pente, e sim ser passada rente à sua base. Também orientou os alunos a respeito do movimento que deve ser feito com ele, o que permite a formação de dimensões prolongadas, evitando que entre uma camada e outra formem-se ‘degraus’ de cabelos. Para a texturização, aconselhou o uso da navalha em ziguezague ou da tesoura para desbastar.

Passo a passo

Javier corta os cabelos de modelo No primeiro corte realizado, foi isolada uma área entre o topo e a nuca alta, e, ao seu redor, os fios foram cortados de maneira uniforme, utilizando uma mecha guia, criada elevando os cabelos a 90º. No restante da nuca, elevou os fios à mecha guia e cortou da mesma forma. Nas laterais, o caimento foi mantido, mas retirou-se o volume.

Para isso, elevou as mechas à guia e cortou as pontas.
Na parte isolada previamente, corte de maneira a formar uma pirâmide, com o centro mais comprido para gerar movimento. Finalizada esta parte, repasse o corte utilizando, juntas, duas tesouras, uma de corte e outra para texturizar. Esse procedimento é adequado para retirar possíveis pontas que possam ter passado despercebidas durante o corte e, ao mesmo tempo, formalizar seu design.

Na hora de texturizar, foi utilizado o pente para sustentar e cortou-se de baixo para cima. Na nuca baixa, mais uma vez utilizou-se a tesoura para desbastar. A finalização com navalha foi realizada suavemente nos cabelos que formam a ‘pirâmide’, somente para deixá-los mais arrepiados.

E confira também:

Passo a passo de look inspirado nas rockstars

Fashion Rio: acessórios para cabelos e chapéus serão tendência no outono-inverno

Cursos programados para o 1º semestre nas unidades da BSG.U Academy