Em algum momento da vida todas as pessoas já passaram por uma entrevista de emprego. Nessa hora todos os dados são checados, as experiências são avaliadas e a imagem questionada.

Aparência e mercado de trabalho

Segundo a vice-presidente executiva da Catho Consultoria em RH, a headhunter Silvana Case, uma boa imagem mostra o quanto uma pessoa se preocupa com si mesma e, provavelmente, com as atividades profissionais. Uma pesquisa realizada pela Catho Online informou que os executivos preocupados com saúde, bem-estar, cuidados pessoais e não fumam são preferidos pelos empregadores.

Nos Estados Unidos não é diferente. Um levantamento feito pelas Universidades de Harvard e Wesleyan revelou que candidatos considerados bonitos e bem cuidados, tiveram melhores propostas salariais pelos entrevistadores.

Vaidade masculina

Para a diretora da J&C Consultores, Joyce Cerginer, os homens vêm se preocupando mais com a aparência de uns anos pra cá. “Um dos motivos é a competitividade do mercado de trabalho e a exigência de uma boa apresentação pessoal”, comenta a profissional.

Dados internacionais mostram um aumento de 8% no número de homens que procuram por tratamentos de beleza, em relação a 2009. Segundo o cirurgião plástico e membro da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica (SBCP), Rafael Nunes, a aparência não é mais uma opção, é sim, uma necessidade profissional. “A aposta dos pacientes do sexo masculino é, na verdade, uma aposta também no seu sucesso profissional. Afinal de contas sucesso e boa aparência cada vez andam mais próximos”, finaliza.