Como é a estrutura dos cabelos?

Muito se ouve falar sobre os cuidados com os fios e os tipos de produtos mais adequados para cada tipo de cabelo. Porém, pouco se sabe sobre a estrutura capilar. Quem dá todos os detalhes sobre o assunto é a hairstylist Ana Lídia Carvalho, do salão Lídia´s Hair, de Taubaté (SP).

“O fio de cabelo é formado por uma parte externa, que é a cutícula. E a estrutura interna é composta pela medula e córtex”, explica.

As camadas capilares podem ter de 13 a 20 partes, podendo variar de acordo com o tipo de cabelo, hábitos e estilo de vida da pessoa. Ao longo da vida, pode haver ainda modificação na estrutura. “Isso ocorre principalmente em casos de danos químicos em que, por excesso de produtos à base de metais pesados, pode causar afinamento capilar ou até mesmo obstrução dos folículos pilosos, não nascendo mais cabelos em algumas regiões da cabeça. Outra possibilidade de modificação pode ocorrer por motivos genéticos ou medicamentosos”, pontua Ana.

Fios firmes e fortes

Existem produtos específicos para agir em cada região do cabelo.  A especialista ressalta que os “agentes cuticulares” tem a função de manter o fechamento, o brilho, a maleabilidade e o controle de volume dos fios; enquanto que os internos trazem nanotecnologia por meio de proteínas e aminoácidos, que fazem a reconstrução e reestruturação da parte interna, devolvendo suas características básicas e fundamentais.

Para manter os folículos capilares saudáveis, a primeira dica é cuidar da alimentação. “Toda a estrutura de formação dos cabelos depende de condições enzimáticas produzidas pelo próprio organismo. Logo, a saúde física da pessoa precisa estar em dia, como uma boa alimentação, quantidade de água ingerida e até mesmo exercícios físicos. Os produtos, por mais avançados que sejam, agem somente nos fios”, comenta Ana Lídia.

A hidratação é outro aspecto importante, que mantém os fios sedosos e a estrutura capilar alinhada. “O mercado dispõe das mais variadas possibilidades de hidratação; os processos podem ser cuticulares - externos - ou agirem até no córtex do fio de cabelo - parte mais interna. A atuação pode ser desde brilho até uma plástica capilar”, afirma.