OBC - Organização Brasileira de Cabeleireiros

Considerado praticamente imune às crises, o mercado da beleza no Brasil costuma sofrer pouco com seus efeitos devastadores, principalmente nos pequenos negócios. Para começar a trabalhar hoje em um dos mais de 700mil salões de beleza existentes, segundo o Sebrae, o aspirante a cabeleireiro não precisa ter nenhuma formação "oficial", ou seja, qualquer pessoa que faça um curso qualquer ou, até mesmo, seja autodidata, pode exercer esta profissão. 

Peça chave em qualquer salão de beleza, o cabeleireiro forma e fideliza (ou não) a principal clientela. De sua habilidade, do seu atendimento e, muitas vezes, carisma, depende o faturamento do salão de beleza. Além disso, ele é o principal responsável por manter o negócio e sua equipe sintonizados com as tendências mundiais.

Cada novo visual de uma atriz em novela é imediatamente solicitado nos salões de beleza, por suas clientes ávidas em modernizar seu visual. Para produzir os novos cortes, penteados ou técnicas de colorimetria, adequados para cada tipo de cabelo, exigem do profissional ferramentas e técnicas específicas. Mas, onde buscar este conhecimento?

Para atender esta demanda crescente, foi constituída no Brasil a OBC - Organização Brasileira de Cabeleireiros, que nasce filiada à OMC – Organisation Mondiale Coiffeur, com sede em Paris, que reúne cerca de 2 milhões de profissionais em 54 países filiados.

Brasil será referência em beleza para o Mundo

A OBC é presidida pelo Italiano Ruggiero Farano, hairstylist tri campeão mundial de corte de cabelo pela OMC, com grande experiências e atuação em mais de 15 países. Radicado e casado há 14 anos no Brasil, Rino Farano, como é conhecido no mundo hair fashion, foi fundador e diretor de uma das mais prestigiadas e premiadas escolas de cabeleireiros da Itália, a UAAMI. No Brasil e na América do Sul, trabalhou como diretor e profissional de grandes marcas de cosméticos, sempre com educação, levando técnica, formação e atualização para mais de 25 mil cabeleireiros.

Seu sonho de levar os brasileiros a participarem dos campeonatos mundiais do setor estimulou a OMC, presidida pelo Ítalo-americano Salvatore Fodera a convidá-lo a implantar e liderar a OMC no Brasil, sob a sigla da OBC.

O lançamento será no próximo dia 28 de novembro e a organização atuará com foco justamente na formação de cabeleireiros, iniciando com técnicas de mechas, cortes e penteados. Em seguida, novas práticas serão implementadas, principalmente sobre gestão de salões de beleza, outra grande carência do setor.

Nos dias 29 e 30 de novembro será formada a primeira turma do Programa de Formação de Hairstylists OBC/OMC Member, que conferirá, aos selecionados, certificado internacional e a credencial para atuar em todo o país.

Seja um membro da OBC 

Para participar dos cursos, em qualquer lugar do País, os cabeleireiros poderão, pelo próprio site da OBC, filiar-se, no valor de R$ 390,00, pelo período de um ano. Este investimento proporcionará acesso à toda prestação de serviços, especialmente aos cursos, com inscrições acessíveis, a dois eventos de lançamentos de moda e inscrição nos campeonatos, dando o direito aos artistas do mundo hair concorrer e, também, compor a seleção nacional que disputará, em todo o mundo, os campeonatos organizados pela OMC – Organisation Mondiale Coiffeur.

O grande desafio da OBC e seu Programa de Formação de Hairstylists será impactar sensivelmente na melhoria da qualidade dos serviços prestados pelos cabeleireiros do país. As brasileiras são vaidosas e são consideradas as que mais investem em cuidados com a beleza. Periodicamente haverá intercambio internacional sobre tendências e moda. Profissionais brasileiros farão imersão nos principais centros mundiais e, grandes mestres internacionais serão convidados a vir ao Brasil para compartilhar suas técnicas e visões sobre o que há de mais atual no mundo da beleza.