Prático, versátil e indispensável. Estas podem ser as definições que a maioria das mulheres daria a um grande aliado na composição do visual: o secador de cabelos. Os modelos são muitos – mais de 20 marcas no Brasil, sem contar os acessórios -, mas os cuidados devem ser sempre os mesmos, pois este amigo pode se tornar um verdadeiro carrasco caso usado inadequadadamente. O cabeleireiro Alex Quadros, da rede de cabeleireiros Lady&Lord, dá dicas para usar o secador sem perigo para os cabelos. Ele alerta, ainda, sobre os danos que a famosa “chapinha” pode causar.

O uso do secador não tem nenhuma restrição, mas alguns cuidados são essenciais para não torná-lo prejudicial. Alex aconselha a não usar o aparelho diariamente, “deve-se esperar um intervalo de dois dias para não tirar a umidade natural do fio, preservando o brilho e a hidratação”, explica o cabeleireiro. A distância entre o bico do secador e o cabelo também deve ser observada: de 2 a 5 cm, nunca menos do que isso. Quando o cabelo for escovado, o indicado é fazer bastante movimento com o aparelho, evitando concentrar o secador por muito tempo no mesmo lugar. Caso contrário, o cabelo poderá – literalmente – queimar. “Neste caso, mesmo que seja feita uma escova, ficará com aspecto ressecado e opaco”, completa Quadros.

Mas a tecnologia também está ao alcance dos fios de cabelo e produtos específicos para serem usados com o secador estão disponíveis. Os chamados antitérmicos regulam a temperatura dos fios e permitem somente o aquecimento suficiente para a modelagem. O cabeleireiro indica ainda o uso de finalizadores como ceras, óleos e reparadores de pontas para dar acabamento à produção, eliminando o tempo de exposição do cabelo ao secador. Estes produtos valem também para o uso das chapinhas.

Chapinha - cuidados ainda maiores
Este outro artifício que conquistou a cabeça das mulheres exige cuidados ainda mais rigorosos. Pode até ser mais eficiente ou prático do que o secador, mas é também mais perigoso. Seu uso está restrito a uma vez por semana, e este intervalo deve ser seguido disciplinadamente, pois os prejuízos a longo prazo podem ser cruéis. Para cabelos grossos, indisciplinados e volumosos não existe segredo melhor, desde que usado com moderação.

O profissional conta que as mulheres com cabelo muito fino devem fugir da chapinha, pois o cabelo já é naturalmente mais frágil. Sua sensibilidade é maior e os danos aparecem mais facilmente. “O problema é que a prancha tira toda a umidade do fio de uma vez só, deixando o cabelo extremamente ressecado”, explica o cabeleireiro do Lady&Lord.

Para cuidar em casa
Muitas mulheres gostam de cuidar dos cabelos em casa e várias já têm muita prática no manuseio destes indispensáveis utensílios femininos. Por isso, Alex dá alguns conselhos para quem gosta de aventurar-se no espelho e confirma que todo cuidado é pouco. “É muito comum ver mulheres com a testa ou a orelha queimadas por falta de atenção ou experiência no uso do secador e principalmente da chapinha”.

O cabeleireiro orienta que cada parte do cabelo, deve ser exposta à chapinha por no máximo quatro vezes em uma aplicação, sendo a primeira mais lenta e as seguintes aceleradas, “um número exagerado de passadas deixa os fios elétricos e opacos muito facilmente”, orienta. Ainda, reforça a importância de passar o aparelho somente no cabelo completamente desembaraçado, para que ele não enrosque nos “dentes”, o que pode acabar queimando os fios.

A temperatura do jato de vento do secador também deve ser controlada, pois pode causar diferentes efeitos. O vento quente é ideal para ser utilizado em escovas e alisamentos. O vento morno é usado para secar ou ativar os cachos, enquanto que o frio é ideal para a finalização ou simplesmente para tirar o excesso de água dos fios. Ele conta ainda que as mulheres de cabelos longos devem ter cuidado dobrado ao passar o secador, para que a parte traseira do aparelho não “sugue” o cabelo devido a um erro de posicionamento.

O correto, para quem deseja cuidar em casa, é consultar um profissional para saber que tipos de aparelhos existem e qual o uso mais adequado ao seu tipo de cabelo. O antitérmico também deve ser indicado pelo profissional, pois sua composição pode ser diferente para os diversos tipos de fios, inclusive os finalizadores. Se o cabelo tiver aplicação de tintura, cuidar ainda mais. “Recomendo o uso de xampus e condicionadores super hidratantes”, afirma.

Caso o cabelo já tenha sofrido com danos causados pelo uso de secadores e pranchas inadequadamente, o ideal é procurar um tratamento profissional intensivo, como cauterizações e reconstruções à base de queratina, proteínas e aminoácidos, disponíveis na rede Lady&Lord. Alex indica a reposição hídrica com óleos, máscaras e ampolas nutritivas. Desta forma, é possível devolver o aspecto saudável, pois são tratamentos internos para os fios.

Alex Quadros é cabeleireiro dos salões Lady & Lord, de Curitiba.
Tel. (41) 3311-8900