Duelo de Salões realiza competição de penteados

O quinto episódio do Duelo de Salões, reality show transmitido pela TV Bandeirantes todos os domingos, promoveu uma disputa pelo melhor penteado. Neste programa,técnica, leveza e desenvoltura e postura foram os critérios pelos quais quatro cabeleireiros de diferentes estados do Brasil foram avaliados.

O prêmio? A Tesoura Dourada, que premia o vencedor com uma reforma completa do salão de beleza. O júri de peso é composto pelos hairstylists Nandho Brandão, Willy Morales e Fabiana Ferrer.

Primeiro duelo

No primeiro duelo, cabeleireiros que não tinham muita prática na criação de penteados precisaram superar os seus limites. O objetivo era colocar a criatividade para trabalhar, desenvolvendo um conceito que deixasse claro o tipo de artista que existia dentro de cada um. Antes de colocarem a mão na massa, os profissionais receberam acessórios que deveriam, obrigatoriamente, fazer parte da criação, como  penas, faixas e tiaras.

A dupla Salim Bastos, de Piedade (SP) e Diegues da Silva, de Uberaba (MG), precisou criar penteados baseados nas décadas. Misturando várias técnicas, Diegues fez um clássico coque descontruído com cachos, usando uma faixa estilo samurai para arrematar o look. Já Salim fez um coque descontruído típico dos anos 1990, exagerando no topo. 

À dupla Raquel Nunes, de Araruama (RJ) e Gilson dos Santos, de São Paulo, foi dado o desafio de  criar tranças. Gilson, ao tentar fazer tranças rasteirinhas em um cabelo afro, pecou na finalização, mantendo as pontas sem modelagem e diversos grampos aparecendo. Já Raquel, especialista em loiros, deixou claro que aquela era a primeira vez que fazia um penteado.Ela colocou uma fita embutida na trança, não desenvolvendo todo o potencial do acessório.

Pela primeira vez, os vencedores fizeram parte da mesma dupla. Salim e Diegues foram os escolhidos para continuar na disputa pela tão sonhada reforma do salão.

Desafio final

O próximo desafio continuou exigindo criatividade na hora de fazer penteados. Agora, os participantes precisavam desenvolver, em 30 minutos, um look que simulasse um corte de cabelo.

Neste desafio, Diegues brilhou. Ele aproveitou-se do volume nas pontas para embutir os cabelos, garantindo movimento para o look. A única ressalva dos jurados era que uma linha inclinada na parte da frente contribuiria para alongar o rosto da modelo. Já Salim não entregou um comprimento diferente e, apesar de ter feito cachos precisos, sua produção não ficou com "cara" de corte. Este vacilo entregou a vitória para Diegues.

Assista ao Episódio 5 na íntegra

No próximo episódio, a equipe do Duelo de Salões estará em Uberaba para entregar mais uma reforma. Até o próximo domingo!

Esta matéria é oferecida por:

SuperAgendador.com

Desde 2011, O SuperAgendador.com oferece a melhor solução de gestão online para salões de beleza.