AcquastudioNesta quinta-feira, 15, desfilaram Rio Moda Hype, Acquastudio, Espaço Fashion. Aüslander, Elisa Chanan e Juliana Jabour. O Prêmio Rio Moda Hype, organizado por Fernando Molinari e Robert Guimarães, completa cinco anos lançando talentos da moda brasileira. O desfile teve assinatura de Rogério Santana. O maquiador idealizou vários looks diferentes e muito criativos. Um dos looks ele fez três rabos-de-cavalos, um em cima, um no meio e outro na nuca, que eram frisados. Na frente levava uma franja de aplique e testa pintada de roxo. Outros eram rabos-de-cavalo torcidos e passados por dentro de acessórios de madeira. Bem diferenciados.

Aliás, nesta edição do Fashion Rio, os cabelos vieram mais elaborados e criativos. Palmas para os make up artists, que enchem a passarela com visuais que dão gosto ver!

Falando em visuais elaborados, um craque nisso é Robert Estevão. Para a Acquastudio, ele criou um look bem requintado, com uma frente mais masculina e atrás uma mecha cobrindo um coque torcido que ficava por baixo, só para dar volume. Um show!

Ah! E as bocas neste inverno? Ficam em dois extremos: ou nude ou vermelho forte. “O vermelho-tomate usado no verão, vai descansar um pouquinho. Agora eles serão mais fechados”, ensina Robert Estêvão. Nos desfiles só deu boca nude ou vermelha.
Quanto aos olhos, eles ficaram pretos ou apagados.

A marca Espaço Fashion trouxe Daniel Hernandez fazendo o look, com a beleza inspirada na neve, pele bem clara e boca apagada com corretivo. O cabelo foi todo torcido como dreads e enfeitados com lãs.

Nos intervalos dos desfiles o movimento entre uma tenda e outra é grande, com uma esticada no Fashion Business e no Espaço de Convivência, onde estão bares e estandes dos patrocinadores. Neste quinto dia, os pés e pernas já estão em fim de linha o que faz a galera ficar procurando ansiosamente pelos carrinhos, que transportam de um lado para o outro.

A penúltima marca a desfilar nesta quinta foi Elisa Chanan. Daniel Hernandez mais uma vez foi o criador dos looks, que vieram com tranças de raiz, com coque em cima desconstruído. Quem fez as tranças foi o grupo Casa da Madame, do Rio, especializado em penteados afros, e davam conta de cada cabelo em menos de 15 minutos. Luvas foram pintadas nas modelos, com tinta para pele e sombra em pó preta por cima, para dar um efeito aveludado.

Mas também tem cabelo liso chapado neste inverno e Daniel Hernandez (haja fôlego!) fechou a noite com esse visual para Juliana Jabour.