Lançamento acontece dia 16 de abrilO escritor e jornalista Eduardo Bueno lança no dia 16 de abril o livro Passado a Limpo – História da Higiene Pessoal no Brasil, obra que retrata a evolução dos processos e hábitos da higiene pessoal no país por uma surpreendente e inédita vertente.

Com mais de 100 imagens, a obra tem tiragem inicial de 5 mil exemplares e conta com apresentação da antropóloga Mary Del Priore. O livro começa com o encontro entre indígenas e portugueses nas areias de Porto Seguro (“os pelados e os peludos”), revelado em detalhes na carta de Pero Vaz de Caminha, e se prolonga até o momento em que Luís Inácio Lula da Silva assume a presidência do país, não sem antes aparar a barba dos tempos de líder sindical.

O projeto desvenda uma enxurrada de curiosidades e fatores pitorescos em torno dos hábitos de higiene no Brasil decorrentes da grande miscigenação e diversidade cultural do país. Ao estabelecer um vínculo estreito entre o asseio corporal e os rumos sóciopolíticos e econômicos, a obra apresenta uma nova visão sobre os costumes e o cotidiano dos brasileiros.

Outro destaque fica por conta do capítulo Cabeça, Tronco e Membros, que mostra o desenvolvimento da indústria e do mercado de higiene pessoal no mundo, além de ressaltar como o advento da publicidade interferiu nesse processo.

O livro marca a estréia da Gabarito Editorial, de Ana Luíza Guímaro e Leonel Prata, empresa que atua há 22 anos na área de comunicação corporativa, no mercado comercial. A obra é patrocinada pela Kimberly-Clark Brasil, multinacional norte-americana, há 10 anos no Brasil, que contabiliza invenções como o papel higiênico em rolo, absorventes femininos e lenços de papel.

Mostra paralela - Simultaneamente ao lançamento do livro, será organizada a mostra Passado a Limpo, com imagens da publicação reproduzidas em grandes painéis com relevos, apresentando ao público a história da higiene pessoal no Brasil. Com curadoria da artista plástica Gláucia Amaral, a mostra estará em cartaz no Espaço Cultural Conjunto Nacional (Avenida Paulista, 2073 - no corredor entre as ruas Padre João Manuel e Augusta), entre os dias 16 de abril e 13 de maio, com entrada franca.