Paulo Bresciani

Administrar a área financeira de uma empresa não é tarefa simples. Para ajudar quem já tem ou quer um dia ter seu próprio salão, a Hair Brasil programou uma palestra sobre gestão contábil com Paulo Bresciani, profissional com 28 anos de atuação no mercado de beleza.

Um ponto destacado por Paulo diz respeito à identificação dos pontos fracos dos concorrentes e de como o proprietário pode transformá-los em pontos fortes para a sua empresa. Segundo ele, o concorrente não é apenas o salão de beleza ao lado, mas o shopping, as lojas de roupas, de sapatos etc. “Todas essas opções fazem a cliente que chega com R$100 gastar R$50 com você e comprar um sapato com os outros R$50”, exemplifica.

O primeiro passo para se diferenciar e atrair cada vez mais a atenção dos clientes é a profissionalização e o constante aprimoramento tanto do gestor quanto da equipe. Durante a conversa, foi lembrado o bom momento vivido pela indústria da beleza e estética, impulsionado pelo poder de compra cada vez maior da classe C e pela ampliação da classe média.

Obrigatoriamente,todo negócio deve gerar lucro - de 13% a 18% -, e se isso não acontece, algo está errado, seja nos gastos diários, hábitos de compra ou dívidas feitas de maneira impensada, por exemplo.

Mas, em meio a todas as possibilidades de fazer do salão um negócio muito lucrativo, Paulo alerta para a prioridade da legalização do empreendimento. “Não se engane achando que a forma mais rápida de ganhar dinheiro é a sonegação. Tenha tudo regularizado e não crie o hábito de pagar funcionários por fora. É melhor não ter uma empresa do que correr risco de processos”, finalizou.

E confira também:

Megashows Hair Brasil: os destaques das apresentações no primeiro dia do evento

BSGWorld Network promove o concurso cultural Abril Premiado