A Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados aprovou, dia 26 de setembro, o projeto de lei 6846/2002, que regulamenta as profissões de cabeleireiro, barbeiro, manicure e pedicure.

O projeto de lei exige que todo o profissional tenha curso específico em sua área de atuação, exceto àqueles que, a partir da data da promulgação da matéria, comprovem o exercício da profissão há pelo menos um ano. O texto também valida todos os diplomas expedidos no exterior, já que muitos acabam estudando em outro país.

O deputado federal Walter Ihoshi (DEM), apoiador do projeto, estava presente na CCJC no momento da aprovação do texto, e comemorou o fato junto com os profissionais do setor de beleza, que lutam por esta causa. Para Ihoshi, a aprovação deste projeto é uma vitória. "Estamos muito felizes com o parecer da CCJC. Este projeto de lei beneficiará todos os prestadores de serviço do setor de beleza e os consumidores, que passarão a ser atendidos por uma categoria oficialmente reconhecida pelo governo", afirmou.