Rodrigo de La Lastra dá 10 dicas para ter um salão de sucessoComo montar um salão de beleza de sucesso ou resgatar o lucro do seu salão, que vem dando prejuízo há alguns meses? Durante workshop na Hair Brasil 2012, Rodrigo de La Lastra, proprietário do badaladíssimo De La Lastra Cabeleireiros, deu as seguintes dicas para transformar a paixão por cabelos em um negócio rentável:

1) Agregue valor ao seu salão de beleza com serviços terceirizados: o De La Lastra Cabeleireiros conta com uma loja de roupas (cuja dona paga aluguel para a Rodrigo) e uma loja para revenda de produtos de beleza, cujos lucros são administradas separadamente. “Assim, é possível saber, no fim do mês, o faturamento de cada um dos setores do salão”, comenta Rodrigo.

2) Faça os ajudantes trabalharem em outras funções: além de realizarem serviços pertinentes à beleza, eles podem ajudar na varredura do chão, arrumação das prateleiras e estoque. Assim, a folha de pagamento não incha, os iniciantes aproveitam as horas vagas e você pode pagar um pouco mais a eles. Rodrigo lembra que se você quer obter sucesso, não contrate parentes ou o filho das clientes como assistente só para agradará-las.

3) Contrate os funcionários conforme o perfil do seu salão: se não gosta de cigarro, não contrate um fumante; caso queira dar um ar fashion ao local, contrate pessoas ligadas à moda. O segredo é olhar o foco do negócio para o gerenciamento de pessoas e criar uma convivência harmoniosa. Você pode indicar um profissionais de perfis parecidos com os das clientes. Se elas atrasam, veja um cabeleireiro de agenda atrasada; se gostam de moda, opte por alguém ousado.

4) Delegue as tarefas mais simples aos assistentes: enquanto ele lava, escova e prepara as misturas químicas, você está sugerindo serviços ou produtos de manutenção para outro cliente. Rodrigo de La Lastra contou que chegou a ter sete assistentes para realizar esses trabalhos.

5) Deixe o seu salão lindo: invista em cadeiras de massagem, flores, manobrista, chocolate quente de cortesia... Dessa forma, seus profissionais ficarão com medo de trocar de salão por não terem certeza que as clientes o acompanharão.

6) Desagrege os serviços de um só funcionário: se a cliente for fazer manicure, pedicure, sobrancelha e depilação, garanta que ela receba os serviços de quatro pessoas diferentes. Assim, se algum funcionário sair do salão, a cliente não vai querer perder o serviço dos demais.

7) Não perca tempo e dinheiro pensando em uniformes: estipule a regra de que todos os profissionais devam ir de roupa toda preta ou branca, caberá ao funcionário escolher as peças que mais o agradam dentro da cor.

8) O aluguel do salão não deve passar de 8 a 10% do faturamento mensal bruto: assim como a folha de pagamento de todos os funcionários (incluindo faxineira, copeira, manobrista, etc), não pode passar de 50% do faturamento bruto do mês.

9) Tenha capricho com suas ferramentas de trabalho: troque os secadores a cada quatro meses, mantenha pentes e equipamentos em ordem, sem danos ou logotipos descascados e tenha certeza de que as presilhas usadas sejam todas da mesma cor. A cliente não precisa ficar feia enquanto se submete aos procedimentos.

10) Muita atenção na escolha produtos: se os tubos não têm, no mínimo, um ano e meio de validade, devolva-os. Caso contrário, eles podem ficar encalhados e gerar prejuízo. Prefira formatos em doses únicas de produtos de hidratação. Elas evitam o desperdício e são fáceis de serem contabilizadas na conta dos clientes.

Confira também

Conheça três salões de beleza inaugurados em São Paulo