O cabelo ondulado e partido para a lateral foi sucesso entre as divas de Hollywood nos anos 50

Na manhã do último dia 23, o mundo perdeu um grande ícone da história do cinema. Elizabeth Taylor faleceu aos 79 anos em Los Angeles, vítima de insuficiência cardíaca, após uma cirurgia. Ela usava uma cadeira de rodas havia mais de cinco anos para lidar com sua dor crônica.

A bela e talentosa atriz começou a carreira ainda aos dez anos. A partir de então, apaixonou-se pela profissão e se esforçou para permanecer no estúdio. Referência como uma das mulheres mais bonitas de todos os tempos, a marca registrada são os traços delicados e olhos de cor azul-violeta, emoldurados por sobrancelhas espessas de cor negra.

Joias e cabelos

Foi duas vezes vencedora do Oscar de melhor atriz, o primeiro em 1960 pelo papel em O Número
do Amor. Pioneira no desenvolvimento de ações filantrópicas, levantou fundos para campanhas contra a AIDS. Uma de suas grandes paixões era colecionar joias. Em uma de suas últimas entrevistas, feita para a revista US Weekly no fim de 2010, Liz Taylor, como era carinhosamente conhecida, revelou que quando seu cabeleireiro estava fora da cidade, gostava de cortar o próprio cabelo e o de outras pessoas.

"Apesar de sua perda ser devastadora para aqueles que a mantiveram tão perto e com tanto carinho, nós sempre seremos inspirados por sua persistência e contribuição para o mundo. Seu trabalho memorável no cinema, seu sucesso como mulher de negócios e na luta contra a AIDS nos deixam incrivelmente orgulhosos do que ela realizou. Seu legado nunca vai desaparecer, seu espírito estará sempre conosco e seu amor viverá sempre em nossos corações", declarou Michael Howard Wilding, um dos quatro filhos da diva.

Nós do portal Cabeleireiros.com prestamos uma pequena homenagem a Elizabeth Taylor relembrando alguns de seus - muitos - looks e celebrando a eterna beleza deste ícone tão importante da sétima arte.

E confira também:

Spa Week 2011 acontece em abril