O cabeleireiro Célio Faria, da rede de Belo Horizonte que leva seu nome, analisou os cortes masculinos.


Um corte repicado de cabelos loiros que preenchem a nuca, estendendo-se para cima das orelhas, dá ao primeiro look um charme despojado. Na parte de cima da cabeça, os fios foram amassados para cima. Outras mechas ficaram na frente dos olhos, produzindo uma distribuição mais desencanada das franjas. 

No segundo há um abuso dos cabelos castanhos arrepiados, virados para só um lado formando uma aparência social e descolada simultaneamente.
O último visual é um falso moicano que perdeu o comprimento e, como resultado, tornou-se ousado, mas sutil. 

“Não há nenhuma dificuldade em adaptá-los, já que os homens brasileiros estão buscando cada vez mais looks diferentes e variados, as fotos apresentam idéias fáceis de ser adaptadas ao nosso público, a diferença surge com relação ao clima, já que as pessoas dos países mais frios mantêm o penteado por mais tempo e o vestuário é mais elegante, resultando numa aparência mais sofisticada”. 

O hairstylist Marco Antônio de Biaggi, do salão MG Hair, de São Paulo, analisou este look que traz a releitura do chanel.