Nude collection de Neandro Ferreira aposta nas linhas modernas de corte como diferencial

Olhando para o surrealismo de Joan Miró no uso da cor, para a métrica de Yoji Yamamoto - que estrutura suas roupas de maneira monumental sobre um traçado simples - e para as linhas art déco da pintora Tamara de Lempicka, o hairstylist Neandro Ferreira criou a sua Nude Collection.

Nesta reunião de referências, a aparente simplicidade dos traços priorizou os detalhes na execução dos cortes, alternando linhas retas a pontas assimétricas e enaltecendo as formas femininas. Em parceria com a Wella, Neandro explorou a luminosidade da cartela de cores da marca nos reflexos dos looks, que vão desde os loiros-acobreados ao vermelho profundo, passando pelo preto.

E confira também:

Por que usar reparador de pontas.

O loiro da vez: tendências, dicas para quem quer clarear os fios, o preço da manutenção e mais!

Coques chignon e as cores vivas dos anos 1980 no desfile de Samuel Rubio na Passarela BSG World