Como lavar corretamente os cabelos

Cuidar dos cabelos começa na lavagem dos fios e, com a grande oferta de shampoos e condicionadores, é importante saber escolher e como funciona cada tipo de produto, seja no salão ou em casa. A supervisora de garantia da qualidade da Itallian Hairtech, Gleuce Mota, ajudou a desvendar os principais mitos e verdades sobre como lavar os cabelos.

PH da fórmula

O PH mede o nível de acidez das fórmulas. Gleuce conta que é recomendado procurar produtos com PH entre 4,5 e 5,8, ou seja, ácido. “O PH ácido fecha as cutículas fazendo com que os fios absorvam melhor os nutrientes”, afirma.

Contém sal

Outro tema bastante discutido quando o assunto é shampoo são os produtos que alegam não conter sal, ativo responsável por dar viscosidade à fórmula. Atualmente, as empresas de cosméticos possuem outras tecnologias que substituem o cloreto de sódio. Contudo, Gleuce ressalta que, quando presente, a concentração é muito baixa e não oferece nenhum dano aos fios.

Ainda lembra que a classificação “Sem Sal” indica que a formulação não possui cloreto de sódio, mas sempre existem outros sais minerais, mas que também não causam problemas.

Efeito Build Up e o uso do Antirresíduos

É comum ouvir as pessoas comentarem que o cabelo acostuma com o shampoo depois de algum tempo e, por isso, perdem a maleabilidade e o brilho. Isso é verdade e se deve ao efeito Build Up, ou seja, ao acúmulo residual deixado pelos produtos de uso frequente.

A saída para evitar que isso aconteça é utilizar um antirresíduos. O produto pode ser usado em todos os tipos de cabelo, o que muda é o intervalo entre as aplicações. “Em cabelos secos recomenda-se utilizar pelo menos uma vez por mês, em outros tipos de cabelos, o recomendado é utilizar a cada 15 dias. Assim evita-se o acúmulo de resíduos”, ensina Gleuce.

Shampoos Profissionais x Vendidos no supermercado

A diferença entre os shampoos profissionais e os que são encontrados em grandes varejistas está no princípio ativo existente em cada tipo de produto, bem como no balanceamento da fórmula. Os produtos profissionais geralmente possuem fórmulas mais ricas, com ativos em concentração significativa e, por esse motivo, apresentam maior eficácia no tratamento.

Condicionadores

O condicionador tem a função de fechar a cutícula dos fios, desembaraçar e repor a camada lipídica removida pelo shampoo. Gleuce indica sempre usar os dois produtos da mesma linha. “Quando as empresas de cosméticos desenvolvem uma linha de produtos, recomenda-se a utilização do conjunto, pois a fórmula do condicionador complementa a do shampoo. Os ativos e a fragrância estão em equilíbrio e, dessa forma, o tratamento oferecido é mais eficaz”, explica.

A supervisora de garantia da qualidade da Itallian Hairtech ensina que desembaraçar os cabelos com a ponta dos dedos ou pente de dentes largos durante o uso do condicionador é recomendável, desde que seja sem força para não quebrar os fios.

Outra dúvida frequente é se uma máscara de hidratação substitui o condicionador: a resposta é não, comenta a supervisora. O creme de tratamento tem uma concentração maior de ativos e deve ser aplicado de uma ou duas vezes por semana para repor os nutrientes perdidos. “Ele oferece uma hidratação mais profunda aos fios, permitindo a recuperação das cutículas que protegem o interior do cabelo, mas não substitui o condicionador”, finaliza.