Micropigmentação 3D: solução contra a calvície

De acordo com dados da Sociedade Brasileira para Estudos do Cabelo, 42 milhões de homens, com idade entre 18 a 30 anos, sofrem de calvície. Na população feminina em média 30%, a partir de 50 anos, são afetadas pelo problema capilar, apontaram estudos realizados pelo Hospital dos Servidores do Estado. Entretanto, um tratamento recentemente chegado ao Brasil, pode ser a solução da calvície: a micropigmentação capilar 3D.

O processo inovador de micropigmentação ocorre através de representações artísticas dos folículos capilares, fio a fio em 3D, seguindo a tonalidade do cabelo do cliente. “Dividido em duas sessões, o método pode ser realizado até em quatro horas e a cicatrização total do tratamento é de até 30 dias”, relata Vanessa Silveira, micropigmentadora e diretora do Instituto Vanessa Silveira.

Para o tratamento não é preciso estabelecer restrições complexas, como licença médica após o tratamento. Entretanto, é recomendável realizar manutenção anualmente. “Utilizar protetor solar é fundamental para que a pigmentação fique regular”, complementa Vanessa.

Quem pode recorrer à micropigmentação 3D

A técnica é recomendada para homens e mulheres com principio de calvície que possivelmente possam ter como principais causas fatores genéticos e estresse. “Pessoas portadoras de diabete, hemofílicos e alérgicos a determinadas substancias devem consultar um médico antes, pois necessitam tratamentos específicos antes iniciar a técnica capilar de micropigmentação fio a fio 3D, para que desta forma consiga alcançar resultados de sucesso e duradouro”, finaliza a especialista estética.